Carregando... Aguarde...
Home
ENCAPSULADOS
Ervas
Tempero
TINTURA

Newsletter



Passe o mouse na imagem para zoom

  • Imagem 1



Canela
Avaliação dos clientes: ( )

Preço: R$ 10,00





Compartilhe




  • Descriçao do Produto
  • Comentários de Clientes
  • Video do Produto

Canela: alimento termogênico favorece a dieta e combate o diabetes

Esta especiaria também controla o colesterol e o triglicérides

Canela é interessante para quem tem diabetes -  Fonte: Getty ImagesCanela é interessante para quem tem diabetes

A canela possui uma série de benefícios. Ele ajuda a prevenir e combater o diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina. Esta especiaria originária da Ásia, mais precisamente do Sri Lanka, também contribui para o emagrecimento por ter uma ação termogênica. Estudos apontam que a canela ajuda a diminuir o colesterol total e o ruim, LDL, e também os níveis de triglicérides.

Além disso, o alimento possui forte ação antioxidante e anti-inflamatória colaborando para a prevenção de doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores e ajudando a combater resfriados.

Principais nutrientes da canela

A canela possui boas quantidades de cromo, nutriente responsável pelo efeito de melhora na sensibilidade à insulina e no controle glicêmico, fazendo com que o nutriente beneficie pessoas com diabetes. 

Publicidade

A especiaria também conta com o polifenol MHCP que pode melhorar a ação da insulina nas células, contribuindo para regularizar os níveis de glicose no sangue. Isto faz com que o nutriente seja interessante para o controle do diabetes tipo 2.  

Além disso, a canela é rica em compostos fenólicos que possuem uma atividade antioxidante, ou seja, neutralizam os radicais livres e podem assim prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores. 

A canela também tem uma ação anti-inflamatória devido ao cariofileno, nutriente que integra sua composição. Isto faz com que o consumo da especiaria seja indicado para quem sofre com problemas inflamatórios, entre eles a obesidade

Benefícios da canela

Previne e controla o diabetes: Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry dos Estados Unidos observou que a canela contribuiu para o aumento do metabolismo do açúcar nas células de gordura, o que ajuda na prevenção do diabetes tipo 2 e também de doenças cardiovasculares. 


A canela possui cromo. Este nutriente pode aumentar a sensibilidade à insulina, quando isso acontece há um risco maior de a pessoa desenvolver uma resistência à insulina e consequentemente o diabetes.  


O cromo também é interessante porque melhora o controle glicêmico, evitando picos de glicemia. Assim, o pâncreas precisa produzir menos insulina, o que evita que os órgãos se tornem resistentes ao hormônio sem que seja preciso mais dessa substância para absorver a mesma quantidade de açúcar, quadro que pode evoluir para diabetes tipo 2.  


A especiaria ainda conta com o polifenol MHCP que melhora a ação da insulina nas células, contribuindo para a redução dos níveis de glicose no sangue. Assim, a canela é uma grande aliada no controle do diabetes tipo 2. 


Os resultados positivos da canela também foram observados em mulheres com resistência à insulina associada à Síndrome do Ovário Policístico.  


Controla o colesterol: Um estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos, com 60 pessoas observou que o consumo de canela por 40 dias contribuiu para a diminuição do colesterol total, a redução variou entre 12 e 26%, enquanto do colesterol ruim, LDL, a redução variou de 7 a 27%. 


Acredita-se que este benefício ocorra devido às ações antioxidante e anti-inflamatória da canela. Porém, especialistas afirmam que ainda são necessários mais estudos para poder afirmar que a canela de fato contribui para a redução do colesterol. 


Controla o triglicérides: O mesmo estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos também observou a redução dos níveis detriglicérides, diminuição que variou de 23 a 30%, após 40 dias consumindo a canela. Os altos níveis de triglicérides aumentam os riscos de desenvolver diabetes e doenças coronarianas. 


Assim como no caso do colesterol, os especialistas também afirmam que ainda são necessários mais estudos para poder afirmar que a canela de fato contribui para a redução dos níveis de triglicérides. 


Combate o resfriado: É interessante consumir a canela quando estiver resfriado. Isto porque ela possui um efeito imunomodulador que contribui para melhorar a resposta do organismo contra o vírus causador de gripes. Então, pode-se dizer que essa especiaria estimula o sistema imunológico


Contribui para o emagrecimento: A canela contribui para o emagrecimento por ser um alimento termogênico. Isto significa que ela é capaz de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. 


Além disso, a especiaria tem ação anti-inflamatória o que faz com que seu consumo seja interessante para pessoas com obesidade, já que esses indivíduos possuem um quadro de inflamação crônica. 


Ação antioxidante: A canela possui compostos fenólicos que possuem atividade antioxidante ou seja, neutralizam os radicais livres. Entre os benefícios que esta ação proporciona estão prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores.  


Quantidade recomendada de canela

Boa parte das pesquisas realizadas com canela foram com uma quantidade que variou entre 1 e 6 gramas, o equivalente a meia ou até uma colher de chá, ao dia. Como estes valores mudam muito, é interessante consultar um médico ou nutricionista sobre a melhor porção do alimento para cada pessoa. 

Como consumir a canela

Não há diferenças nutricionais entre a ingestão da canela em pó ou em pau. Esta especiaria pode ser consumida polvilhada sobre frutas, legumes e carnes e também pode ser incluída em chás e sucos. O alimento também fica muito bem polvilhado sobre doces, como arroz doce, cural de milho e mingau de aveia, entre outros.  

Combinando a canela

Canela + gengibre: Esta combinação é poderosa para quem está resfriado ou quer prevenir o problema. A canela estimula o sistema imunológico e o gengibre possui ação anti-inflamatória que ajuda a lidar com infecções no trato respiratório e tosse. A dupla também potencializa o gasto energético no organismo, pois assim como a canela o gengibre também é um alimento termogênico que ajuda a acelerar o metabolismo. 

Canela+ arroz doce: Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition observou que incluir três gramas de canela no arroz doce promove a redução dos níveis de insulina logo após a refeição e o aumento do GLP-1, hormônio que estimula a secreção de insulina. Esse processo ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue. 

Contraindicações

O chá de canela não é interessante para as gestantes - Foto: Getty ImagesO chá de canela não é interessante para as gestantes

O consumo da canela, tanto polvilhada quanto na forma de chá, não é indicado para as gestantes em qualquer fase da gravidez. Isto porque a especiaria pode aumentar as contrações uterinas, elevando o risco de aborto. O alimento também não é interessante para lactentes e bebês. 

Pessoas com hipertensão devem consultar o médico sobre o consumo da canela. Isto porque alguns profissionais da área da saúde defendem que a especiaria pode elevar a pressão arterial, agravando a doença. 

Contudo, um estudo realizado pela Thames Valley University, da Inglaterra, mostrou exatamente o contrário. A pesquisa feita em indivíduos com diabetes tipo 2, observou que os níveis de pressão sanguínea destas pessoas reduziram após o consumo de dois gramas de canela por dia durante doze semanas. Como ainda não existem estudos suficientes para provar este benefício, o cuidado de hipertensos com o consumo do alimento continua.  

Pessoas com problemas de fígado e rim também precisam conversar com o médico antes de consumirem a canela. Isto porque alguns estudos recentes mostraram que a canela contém um composto tóxico conhecido como cumarina. Em altas concentrações a substância pode causar danos ao fígado e ao rim. 

Riscos do consumo em excesso

Em pessoas saudáveis o consumo em excesso da canela, além dos seis gramas máximos recomendados, pode levar a intoxicação, irritação das mucosas e do intestino, alteração dos batimentos cardíacos, úlcera e alergias.

Escreva seu próprio comentário para o produto

Comentários Enviados

Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!